Para retornar ao governo do Rio de Janeiro, Witzel aciona STF

O governador afastado do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC), acionou o STF (Supremo Tribunal Federal) para pedir que o político retorne ao cargo.

Witzel foi afastado por ordem do ministro do STJ (Superior Tribunal de Justiça) Benedito Gonçalves. A determinação foi referendada em 2 de setembro por 14 magistrados da Corte Especial. A medida vale por 180 dias.

O governador suspenso é acusado pela PGR (Procuradoria Geral da República) de integrar organização criminosa que praticava crimes de corrupção e lavagem de dinheiro a partir de contratos do governo estadual.

Ao apelar ao Supremo, a defesa alegou que até agora ele não foi ouvido nessa fase da investigação. Aponta que é “frágil” o depoimento do ex-secretário de Saúde Edmar Santos que, em delação premiada, disse que Witzel teria entregado R$ 15 mil ao Pastor Everaldo, presidente nacional do PSC.

Segundo a delação, Everaldo era 1 dos líderes de esquema de corrupção na área da saúde do governo fluminense. Edmar disse que Witzel chegou a repassou o montante para não ser flagrado com o valor quando foi alvo de operação da Polícia Federal, em maio. Everaldo teve neste sábado (5.set.) sua prisão temporária convertida para preventiva – regime sem prazo para a soltura.

De acordo com o jornal O Estado de S. Paulo, os advogados do governador afastado utilizam o seguinte argumento: “O que se vê são meras conjecturas e especulações absolutamente dissociadas de qualquer elemento concreto, por menor que fosse, capaz de insinuar que a preservação de Wilson Witzel no regular exercício de seu mandato estivesse gerando embaraços ao procedimento investigativo”.

Caberá ao presidente do STF, ministro Dias Toffoli, decidir imediatamente sobre o pedido da defesa de Witzel ou enviar o caso para o plenário da Suprema Corte. O procurador-geral da República, Augusto Aras, manifestou-se na 5ª feira (3.set.) contra a reversão da decisão do STJ.

Impeachment é apoiado por 79,1%

Levantamento da empresa Paraná Pesquisas mostra que 79,1% dos moradores do município do Rio de Janeiro (RJ) são a favor do impeachment de Wilson Witzel. Outros 14,5% são contra o afastamento definitivo. E 6,4% não souberam responder.

A pesquisa (íntegra – 253 KB), divulgada neste sábado (5.set.2020), entrevistou, por meio de ligações telefônicas, 1.226 pessoas com 16 anos ou mais, de 1º a 3 de setembro, no município do Rio de Janeiro. A margem de erro é de 3 pontos percentuais. O nível de confiança é de 95%.

Fonte: Poder 360

Inscreva-se em nosso blog clicando no de notificação e receba novidades diárias.



O Blog Aliança pelo Brasil não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie.

08 Nov 2020, 3:28 AM (GMT)

CORONAVÍRUS - BRASIL

5,653,561 Total de casos
162,286 Óbitos
5,064,344 Recuperados

CORONAVÍRUS - BRASIL

Total de casos 5,653,561
Óbitos 162,286
Recuperados 5,064,344
Atualizações ON-LINE COVID-19
error: Desculpe Conteúdo está protegido

Voluntários

O único requisito para participar do Projeto Voluntários é força de vontade.

Pessoas interessadas em contribuir com a expansão do Blog Aliança pelo Brasil PE, colocaram o espírito do voluntariado em primeiro lugar e, entraram em contato demonstrando interesse em participar do projeto.

Criação de artigos de opinião, tradução de matérias internacionais, produção de vídeos e imagens, desenvolvimento do website, análise de redes sociais. Tem espaço para todo mundo no Blog Aliança pelo Brasil.

As qualidades oferecidas pelos voluntários ao Blog são parte fundamental do nosso rápido crescimento no cenário das mídias independentes.

Ficou interessado em participar do nosso Projeto Voluntários?

Nos envie um e-mail que entraremos em contato com maiores informações.